Como nasce um núcleo

Uma pessoa pode desencadear a formação de uma Equipa Pioneira e dar início ao processo de criação de um novo Núcleo Refood (um processo em 4 fases com 20 etapas cada).

Servir a comunidade

A ponte humana que o Movimento Refood constrói entre o excesso e a necessidade é uma sequência simples e direta de ações realizadas por voluntários que se desdobra em três processos consecutivos: Recolha, Preparação e Distribuição.

O grande objetivo de um Núcleo é estabelecer um processo frutífero e sustentável de recolha de comida com um serviço de entrega que irá servir a comunidade por muitos e muitos anos. 

Garante o resgate de alimentos em perfeitas condições junto dos nossos parceiros de alimentos (evitando que sejam deitados no lixo). Os voluntários Refood recolhem, no momento certo, toda a boa comida excedentária que os parceiros tenham para oferecer.

Assegura que o cabaz de cada família tem o que precisa: refeições para cada pessoa, fruta, verduras, pão, iogurte, leite, sobremesa, mas nada que vá contra quaisquer eventuais restrições alimentares.

Funciona como uma troca amigável – o cabaz de comida recém-preparada é entregue nas embalagens que entregamos no dia anterior em troca de pacotes vazios. O nosso apoio alimentar é gratuito para os nossos beneficiários, mas reciclamos sempre as embalagens para respeitar a nossa economia circular solidária.

A CRIAÇÃO DE UM NÚCLEO

Qualquer pessoa (talvez você!) poderá apresentar a ideia de um núcleo Refood aos amigos, familiares e/ou membros da comunidade. Após entrar em contacto com a Refood (Nacional ou Global), uma Equipa Pioneira Refood pode ser formada. E muito em breve, a nova equipa irá começar a resgatar alimentos em pequena escala, entregando a instituições parceiras e divulgando o seu trabalho nas redes sociais.

É hora da Equipa Pioneira convidar a comunidade de forma presencial, em reuniões públicas, para aumentar o seu número de voluntários. É também o momento certo para investigar o bairro onde a equipa pretende atuar, identificando potenciais fontes de alimentos, parceiros de apoio, parceiros sociais, fontes de voluntários e possíveis centros operacionais. Internamente, e de acordo com o Modelo Refood, a equipa irá organizar-se, desenvolver o seu plano de ação e continuar a resgatar comida para alimentar as pessoas necessitadas documentando o seu trabalho.

A equipa escolhe o seu centro de operações (sempre por consenso ou por voto), executa o seu plano, convida parceiros para ajudar a remodelar o espaço escolhido e adquire e instala o equipamento necessário ao pleno funcionamento do Centro. De seguida, identifica e convida os parceiros fontes de alimentos mais próximos, identifica futuros beneficiários, planeia sessões de formação e realiza uma segunda reunião pública para incentivar novos voluntários e outros parceiros a juntarem-se ao novo centro de operação.

Uma vez pronto o centro operacional e estando identificados e envolvidos os parceiros fontes de alimentos e os primeiros beneficiários diretos, a equipa pode definir o dia da inauguração e o primeiro dia de serviço pleno. A equipa também será formada, online e presencialmente, e a comunidade convidada para a inauguração pública.

Agora que sabes como funciona, queres levar os benefícios do Movimento Refood à tua comunidade?

© 2021 - REFOOD 4 GOOD (IPSS)  |  Política de Privacidade | Termos & Condições